CurrículoEmpregoMercado de Trabalho

Conheça alguns modelos para criar o currículo ideal

Especialistas relatam que um currículo simples e conciso, porém completo, é a apresentação ideal para qualquer profissional de sucesso

Elaborar um currículo não é trabalho simples, sobretudo quando se está buscando o primeiro emprego ou tentando uma oportunidade com remuneração um pouco melhor do que a atual.

Abreviado muitas vezes como CV (sigla para curriculum vitae), o conhecido relato profissional torna-se  um dos pontos de maior dificuldade para os candidatos, especialmente em relação ao que deve ou não ser mencionado no documento.

Segundo Renato Trindade, gerente da Page Personnel, consultoria especializada em cargos de nível técnico e assistência à gestão, o CV é o ‘cartão de visita’ de todo profissional. “É por meio dele que acontece o contato inicial  e a primeira impressão do recrutador. Por isso, é necessário que ele demonstre com transparência as habilidades técnicas e os progressos do concorrente. É imprescindível apresentar português perfeito e ordenação. ”

A dica de acordo com o profissional, é apresentar modelos reais de suas competências. Não é aconselhável por exemplo, dispor um campo para evidenciar qualidades como “organizado” e “comunicativo” – porém, vale apontar experiências prévias que comprovem essas habilidades ainda que implicitamente. “Hoje em dia, os aspectos comportamentais também são muito relevantes. É importante trazer isso para as entrevistas pessoais, usando referências de cargos ou atividades exercidas que ilustrem essas qualidades”, explica Trindade.

As referidas característica devem ser deixadas para a hora da entrevista, pois também ajuda a economizar espaço no currículo. Segundo o gerente da consultoria, é preciso que o documento seja sucinto. “Normalmente, a pessoa que seleciona os profissionais recebe muitos CVs e têm pouco tempo para fazer a triagem. Por isso, é fundamental que (o currículo) seja completo, mas objetivo. ” No geral, não é recomendado que o documento ultrapasse duas páginas.

Aparência

A parte gráfica do currículo, de acordo com o especialista depende da área para a qual o candidato está se aplicando. Por exemplo, se forem vagas de design ou publicidade e propaganda, é possível investir em um currículo mais criativo e elaborado graficamente, porque a área pede isso. Entretanto, se não for o caso, é melhor fazer um currículo clássico, mostrando apenas as funções principais e adicionando uma breve descrição de cada cargo. O caminho mais seguro para não cometer erros é optar por cores sóbrias como preto e azul escuro, e fontes acadêmicas.

Para elaborar um currículo ideal é indispensável que o profissional apresente suas informações pessoais logo no início da primeira página. São estas: nome, bairro ou endereço completo, idade e estado civil são as informações principais. Não é preciso adicionar foto, como alguns modelos sugerem porém, é imprescindível deixar contatos – telefone, e-mail e, se o candidato preferir, até redes sociais. Estas, como o LinkedIn, podem auxiliar os recrutadores a conhecer mais sobre o candidato, mas é importante mantê-los sempre atualizados. Destaca-se que o LinkedIn já disponibiliza um modelo de currículo com base nas informações inseridas pelo usuário.

Experiência

Logo após de listar as informações pessoais, devem vir os aspectos sobre a formação do candidato, como faculdade, cursos (presencial, online), formações técnicas e outros, sempre mencionando o nome da instituição, curso e data de conclusão. Se a capacitação em questão ainda não tiver sido finalizada o candidato deve inserir o mês e ano programado para a conclusão.

Ressalta-se que o histórico profissional do candidato deve ser organizado em ordem cronológica, da atividade ou emprego mais recente para o mais antigo. Isso significa que, no sentido de leitura, a última ocupação deve aparecer antes das primeiras.

Se o profissional não apresentar muita experiência, como é o caso de pessoas que procuram o primeiro emprego, recomenda-se que ele invista em enaltecer a formação educacional. Podendo mencionar cursos, atividades desenvolvidos durante a faculdade, palestras das quais participou, envolvimento com empresa júnior, voluntariado em ONGs. Além disso, também vale apostar nos objetivos, explicando o que tem para oferecer à empresa, como planeja colaborar e quais são suas competências.

Também é importante incluir no currículo o salário atual e a pretensão salarial para a vaga que está concorrendo. Sob o ponto de vista da empresa, esta informação ajuda na seleção, porque ‘filtra’ candidatos cuja expectativa está elevada demais e sabe que não corresponde a remuneração que será ofertada. Mas, se a pessoa estiver aberta a ofertas e negociações, ela pode deixar isso apontado no currículo. Porém, é essencial se manter objetivo – no cenário econômico brasileiro atual, é quase certo que as empresas não irão admitir cargos com salários supervalorizados. A sugestão é colocar a expectativa igual ou próxima ao salário atual.

Tendo em vista essas informações, segue abaixo modelos de currículo fornecidos pelas consultoras Michael Page e Page Personnel que irão lhe auxiliar na elaboração de um bom currículo.

Modelo de CV – 1  (Reprodução)

 

Modelo de CV  – 2  (Reprodução)

 

Preparamos para você o modelo de currículo ideal. Basta fazer o download e seguir os passos. Acreditamos que dessa forma você terá mais chances de chamar a atenção do recrutador e participar da entrevista de emprego.

Até o próximo post!

 

Fazer download do modelo 1

Fazer download do modelo 2

 

Fonte:

Deixe uma resposta