ProdutividadeProfissão

Como evitar conflitos com seus colegas de trabalho

Como evitar conflitos com seus colegas? – esta é uma indagação que muitos profissionais se fazem. Pois, por mais séria e comedida que seja a conduta que mantêm, muitos acabam lidando com desentendimentos e problemas que evoluem para desafetos e, até mesmo, grandes rivalidades que prejudicam a carreira que almejam dentro da organização.

É fato que as pessoas não pensam igualmente, visto que cada uma tem suas crenças, habilidades diferentes, vivências, interesses e valores. Por mais que no ambiente de trabalho encontremos pessoas maravilhosas, sempre há algumas que são mais “tóxicas” que as demais.

Pensando nessa questão, reunimos algumas dicas que vão ajudá-lo a manter uma relação sadia com seus colegas e construir um clima corporativo bom para o trabalho de todos (e, consecutivamente, favorável para o crescimento da empresa). Confira!

 

Procure não falar somente de trabalho

Você não imagina o quanto seus colegas de trabalho podem te surpreender positivamente. Apesar de estar no ambiente de trabalho, durante as pausas para café e almoço, evite falar apenas sobre a rotina de vocês no escritório. Fale de outros assuntos mais agradáveis na conversa e descubra gostos em comum. Quando se discute muito sobre a rotina de trabalho dá margens a interpretações equivocadas e fofocas.

 

Tente ser amigável

Esta sugestão pode soar muito óbvia, porém, sem perceber, às vezes, podemos esquecer de sorrir durante o dia, dizer ‘bom dia’, ‘tudo bem? ‘Muito obrigado’. Por mais que tenhamos problemas pessoais que possam nos tornar “antissociais”, não devemos deixar de lado a boa educação e cordialidade que fazem uma grande diferença.

 

Pratique a escuta ativa

Esse é o princípio de toda boa relação. É muito cansativo tentar dialogar com alguém que fala apenas de si, ou que interrompe o que os demais estão falando. Quando seus colegas de trabalho falarem com você, independentemente do assunto, ouça com atenção.

A pressa em responder ou dizer o que pensa pode ser entendida como falta de interesse no que está sendo dito. Manifeste respeito e ouça as sugestões e ideias dos seus colegas atentamente.

Demonstre gratidão

Aprender a demonstrar gratidão — uma ação que está bastante ligada com ajudar e ser ajudado.

Portanto, quando alguém lhe estender a mão e ajudá-lo em relação a uma dificuldade que você está enfrentando, um erro que cometeu ou um problema que surgiu de última hora no emprego, por exemplo, saiba reconhecer a importância desse gesto e, principalmente, agradecê-lo.

Isso é importante para que a pessoa confirme a sua educação, sinta-se à vontade para auxiliá-lo novamente e, acima de tudo, para que você demonstre que valoriza o que ela faz e, consequentemente, haja uma conexão entre ambos.

 

Seja proativo e ofereça ajuda

Percebeu que um colega de trabalho está tendo mais dificuldade para finalizar uma tarefa, e você pode ajudá-lo? Seja proativa e ofereça auxílio. Em muitos casos, esse profissional sofre com a timidez e por conta disso, encontre dificuldades em pedir ajuda.

Quando for colaborar nesses casos, seja receptivo e não trate a situação como se estivesse fazendo o maior favor do mundo. Lembre-se de que, no dia seguinte, quem pode precisar de ajuda é você.

 

Não evite os problemas

Caso você esteja enfrentando dificuldades no convívio com alguém, aprenda a resolvê-los e a não dar continuidade — visto que isso pode funcionar como uma bomba-relógio e atingir outras pessoas, envolvendo-as em um círculo vicioso de desafetos.

Como realizar isso? Sentando e conversando com a pessoa em questão. É importante que ambos queiram criar esse canal de comunicação para, juntos, procurarem um caminho no qual — mesmo que não tenha uma amizade — haja uma convivência pacífica. Dessa maneira, nenhum afeta o desempenho e nem a produtividade do outro.

 

Cultive a cultura do diálogo

Você conversa com os seus filhos ou com os demais familiares da mesma maneira que se comunica com os seus gestores? Provavelmente não, pois cada pessoa tem uma maneira de compreender o que está sendo dito e precisa receber um comunicado de uma forma especial.

Compreenda que os seus colegas de trabalho são diferentes e cada um precisa de um estilo de diálogo diferente para que a comunicação seja, de fato, efetiva. Tenha uma maneira de conversar com cada colega, sem perder a sua essência e opiniões.

Evite participar de comentários maldosos

Outra dica importante para diminuir conflitos e competição no trabalho é não fazer comentários maldosos sobre seus colegas ou participar de insinuações e fofocas a respeito da vida pessoal deles — independentemente de você discordar ou não das opiniões e comportamentos políticos, religiosos, afetivos e culturais dos demais.

Por mais evidente que isso pareça, muita gente não coloca essa sugestão em prática e acaba criando conflitos sem necessidade e situações embaraçosas no ambiente de trabalho por conta desse “disse me disse”.

Portanto, tenha sempre em mente que esse tipo de comportamento, além de criar inimizades e estimular desavenças, colabora negativamente para sua imagem profissional e pode, inclusive, levá-lo a ser desligado da empresa por justa causa.

 

Aceite críticas construtivas

Em alguns casos, todo profissional vai se deparar com uma crítica feita, seja por um colega, seja por um superior. Em tais momentos, é fundamental ter o entendimento de saber separar o que, de fato, é um comentário construtivo do que não passa de uma opinião negativa e desdenhosa.

Do contrário, você vai enfrentar todo e qualquer posicionamento contrário ao seu apenas como implicância ou provocação gratuita — o que pode impedi-lo de identificar os seus erros e reavaliar a postura que tem.

Por essa razão, permita-se (mais uma vez) a ouvir o que o outro tem a dizer, mostrar que tem maturidade profissional para lidar com um feedback acerca das suas ações e tirar proveito disso para potencializar o próprio desempenho.

 

Aprenda a expressar seus sentimentos com sabedoria

Tem alguma coisa ou algo que lhe incomoda? Não tenha medo de ir lá e solucionar. Apenas tenha em mente que os nossos sentimentos podem ser expostos, desde que com bom senso.

Uma crise de choro no escritório não é bem-vista, pois apesar de você ser um profissional competente, isso pode ser visto como desequilíbrio emocional. Se tem algo te chateando, tome frente e encontre uma solução.

 

Analise seu comportamento

Os problemas que você enfrenta no trabalho são resultados do comportamento das pessoas tóxicas, ou são por conta da sua própria conduta? Você já parou para avaliar isso? Nossas atitudes resultam em reflexos, portanto devemos estar sempre atentos com a maneira pela qual agimos para não termos, como resposta, atitudes que nos desagradem.

Avalie o seu comportamento e veja como você pode mudar a sua percepção em relação ao seu ambiente de trabalho. A melhora no clima organizacional pode acontecer quando a mudança parte de nós mesmos. Evite os conflitos no ambiente de trabalho e tenha dias mais tranquilos para desenvolver suas habilidades profissionais e procurar o seu crescimento na carreira.

 

Este artigo agregou valor e conhecimento para você? Então aproveite para curtir nossa página do Facebook e ficar por dentro de outros temas sobre a vida acadêmica e a vida profissional!

Até o próximo post!

Deixe uma resposta