InglêsMercado de TrabalhoProfissão

Como é trabalhar em um Projeto Global de TI

Se você é um profissional da área de TI, e está com planos de ingressar em projetos internacionais do ramo, saiba que é um grande desafio e, ao mesmo tempo muito enriquecedor tanto pessoalmente quanto profissionalmente.

Se em um projeto com pessoas falando o mesmo idioma às vezes não é tão fácil, imagina em um grupo com diferenças linguísticas e culturais. Desafios de comunicação, personalidade de cada um e domínio total de uma mesma língua fazem parte do cenário de projetos internacionais.

As informações aqui destacam como é trabalhar em um projeto global na área de TI. São vários aspectos que implicam na dinâmica de trabalho desses projetos, veremos a seguir alguns deles. Então, vamos lá!

Idioma

O primeiro aspecto a ser mencionado é o idioma. Este ponto agrega valor tanto profissional quanto pessoalmente, pois você terá menores barreiras na comunicação onde quer que trabalhe. O caso que iremos usar como base para este pequeno artigo está no seguinte cenário:

“O cliente é uma grande empresa da rede bancária com filiais em todo o Brasil. A empresa contratada também é uma multinacional, com equipes de várias filiais, espalhadas por diversos países, alocadas no projeto. Por isso o idioma oficial, inclusive no Brasil, é o Inglês. ”

Todos os documentos oficiais do projeto que devem ser lidos e produzidos, todos os e-mails que circulam entre as equipes, todas as reuniões presenciais e virtuais (voz e vídeo) são realizadas em Inglês. Devido a essa necessidade do segundo idioma, fez com que nós do Clube do Trabalhador, criássemos o curso online de Inglês para Profissionais de TI.

Um material totalmente focado nas necessidades dos projetos de TI globais. Tendo como objetivo, otimizar o caminho para você conseguir uma vaga em um projeto deste porte, bem como o trabalho dentro dessas organizações.

Equipes virtuais

Ao fazer parte de projetos globais de TI, você se deparará com as equipes virtuais que trabalham no projeto. No exemplo que citamos o cliente fica em São Paulo, e as equipes de gerenciamento ficam no Canadá e Londres.

Os encontros e contatos não são esporádicos como alguns podem pensar. Imagine um projeto normal com toda a equipe local em um mesmo espaço físico, a frequência dos contatos é bem constante a isso considerando as limitações de fuso horário e distância. As principais ferramentas utilizadas para a comunicação são a internet com vídeo, voz e dados.

Equipes remotas fazem parte de projetos globais de TI.

Fuso horário

Horários alternativos também irão fazer parte de sua rotina de trabalho. O gerenciamento de tempo se altera em vários aspectos, e precisamos passar a considerar as diferenças de fuso horário que afetam diretamente as agendas de toda a equipe. Sendo que esta questão é considerada uma ameaça, e por isso deve ser gerenciada como tal e tratada como risco de médio para alto impacto por todos os integrantes do time.

Os sistemas de gerenciamento e mensagens, como e-mail por exemplo, precisam estar bem configurados para não haver bagunça de fuso horário e confusões com agendas. Por exemplo, quando marcamos algum compromisso às 9 horas, devemos citar qual o fuso horário de referência, caso contrário poderemos perder uma reunião importante por aparecermos às 9 horas do nosso fuso, sendo que a reunião ocorreu às 9 horas de Londres.

Diferenças culturais

Outro ponto presente nos projetos globais de TI são as diversidades culturais existentes. Se você ocupar uma posição de gestão, é necessário fazer com que a equipe trabalhe bem em grupo, e que apesar das diferenças existentes elas consigam atingir o mesmo objetivo comum. Então, é indispensável prestar atenção em detalhes importantes da cultura de cada profissional envolvido, seja referente a religião, horários, costumes, características de alimentação, leis, família e comportamento.

Caso seja desenvolvedor, DBAs, Scrum Masters, QAs, Release Managers dentre outros, cabe ressaltar a importância do respeito, empatia e tolerância perante a pluralidade de culturas que integram o projeto.

Referente às diferenças culturais, um item que merece destaque aqui é a pontualidade. Por diversas vezes ouvimos que no Brasil não há muita preocupação com a pontualidade em reuniões, onde o atraso pode ser levado na esportiva, e uma reunião marcada para as 10, nada de mais começar às 10:15, 10:30 … 11:00, e em alguns casos até mais.

No caso dos canadenses, americanos e a maioria dos europeus, a pontualidade é extremamente valorizada, e quando consideramos equipes virtuais esta questão se torna ainda mais importante. As situações em que várias pessoas, em diversas regiões diferentes, se conectam ao mesmo tempo por telefone ou internet se repetem ao longo de todo o projeto, praticamente todos os dias, fazendo do cumprimento dos horários um valor muito apreciado.

Diferentes culturas e pessoas integram os projetos globais de TI.

Troca de experiências e conhecimentos

Muito provavelmente seu chefe e alguns de seus colegas de trabalho terão estudado em uma universidade conceituada como Harvard, Cambridge, Oxford, MIT e dentre outras. Esta constatação remete-se a troca de diferentes conhecimentos, vivências e experiências tanto profissionais quanto pessoais.

Um dos objetivos da empresa deve ser proporcionar o contato dos grupos de profissionais, a fim de que partilhem problemas e identifiquem tentativas comuns de solução, através da troca de experiências e informações, permitir-lhes-á criar as diretrizes fundamentais e cruciais para uma eficaz Gestão do Conhecimento.

Sendo assim, é sempre positivo compartilhar conhecimento e também é uma atitude bastante madura. Compartilhar conhecimento em um ambiente de trabalho não se trata apenas de dividir ou repassar informação, mas sim abrir espaço para a troca, para o crescimento, tanto pessoal quanto profissional, seu e do outro.

Demais vantagens

Pode-se destacar o rápido crescimento profissional bem como a troca de experiências, técnicas e conhecimentos sempre atuais e traz benefícios como melhorar sua criatividade e facilidade para solucionar problemas.

Outro aspecto é o crescimento pessoal: o contato com pessoas de equipes de outros países faz com que você conheça diferentes personalidades e costumes, fazendo com que tenha cada vez mais “jogo de cintura” para lidar com pessoas difíceis. Você acaba vivenciando outras culturas tanto no ambiente de negócios quanto no ambiente social.

A valorização do seu currículo: cada vez mais as empresas buscam colaboradores que possuam experiência com projetos internacionais.

Melhor habilidade de comunicação: ao lidar com a diferentes línguas, você aperfeiçoa sua capacidade de expressão e facilidade de adaptar-se às mudanças.

Desse modo, a experiência que se adquire em projetos internacionais é muito grande, muito valiosa e muito enriquecedora, tanto para a experiência profissional quanto para a vida pessoal.

A troca de experiências é intensa, conseguimos aprender muito com os estrangeiros e com certeza ensinar também. É muito interessante entendermos que muitas das nossas boas práticas aqui no Brasil são as mesmas que eles realizam lá fora, com algumas diferenças que podemos absorver e melhorar.

A sugestão que deixamos é que, se for de seu interesse crescer nesta área de projetos e vivenciar experiências profissionais que agreguem valor a sua trajetória profissional, invista parte do seu tempo no estudo do Inglês.

Para os profissionais competentes e bem qualificados o idioma se torna uma barreira  para uma experiência internacional, principalmente porque o Brasil está em defasagem em alguns aspectos em relação à os outros países em matéria de tecnologia, boas práticas, metodologias e qualificações. Por isso, com estudo e dedicação, podemos trabalhar em projetos do mundo todo, desde que possamos nos adaptar a alguns dos pontos que foram mencionados neste artigo, e principalmente falar a língua oficial do projeto.

Como estímulo adicional, lembre-se que até para estudar e pesquisar mais profundamente alguns assuntos específicos nesta área de TI, precisamos do Inglês. Muitas bibliografias não possuem tradução para o português, e quando são originais de um outro idioma, como o Francês por exemplo, será mais fácil encontrar uma tradução para o Inglês.

Esperamos que essas informações tenham sido válidas para você. Sucesso em sua trajetória profissional. Até a próxima!

Deixe uma resposta