Marketing Digital – qual curso devo fazer?

Posted Leave a commentPosted in Cursos do Clube, Marketing Digital

Realizar cursos de marketing digital é algo que deve estar sempre nos planos dos profissionais da área. Pois, as tecnologias e ferramentas que dão suporte para as atividades de publicidade, relações públicas e outras vertentes do marketing na internet se reinventam quase que diariamente e é necessário acompanhar essa evolução.

Mas, devido as inúmeras ofertas existentes no mercado, é comum ter uma certa indecisão na hora de optar por um curso. Nesse caso, deve ser levado em consideração quais são seus objetivos e necessidades mais urgentes para se capacitar como profissional e agregar valor ainda mais em sua carreira. Para ajudá-lo a escolher um curso de marketing digital, listamos alguns dos mais buscados no momento. Confira nos tópicos a seguir.

Inbound marketing

O Inbound Marketing, que traduzido para o português seria Marketing de Atração, se resume numa nova abordagem de marketing que tem proporcionado grandes resultados. A estratégia é composta por quatro etapas principais: Atração, Conversão, Fechamento e Encantamento (fidelização).

O Indound começa com o objetivo de atrair visitantes para site/blog e termina com um cliente plenamente satisfeito que tende a promover sua marca de forma extremante positiva, gerando novos clientes para o negócio.

Para pôr uma campanha de Inbound em prática, os responsáveis precisam se dedicar bastante, monitorando os processos com exímio profissionalismo, principalmente porque há muitas ações a serem executadas. Criação de personas (simulação de potencial cliente), análises detalhadas, gerenciamento rigoroso nas de redes sociais, mensuração das métricas, entre diversas outras ações fazem parte da estratégia.

Desse modo, com base em um esquema chamado de funil de vendas, o profissional de marketing precisa se especializar nesse processo sistêmico de captação de leads, por meio da produção de conteúdo para os diversos canais da empresa.

Fazer um curso de inbound marketing é ideal para os profissionais que precisam renovar seus conhecimentos e entender como a internet pode ser um excelente meio para prospectar novos clientes para as empresas.

 

E-mail marketing de alto desempenho

Engana-se aquele que pensa que o e-mail não funciona mais e que não é mais um canal importante para uma estratégia de marketing. Apesar de outras mídias ocuparem a preferência de algumas pessoas, praticamente todo mundo ainda utiliza o e-mail, principalmente no meio empresarial.

Desse modo, os profissionais de marketing, de vendas, de TI e BI, e estudantes e empresários precisam saber extrair todo potencial da mídia e-mail marketing, a fim de melhorar a performance em todos os pontos de contato, como peças, bases, ferramentas e entregabilidade.

Tudo isso pode ser conquistado se você fizer um curso totalmente focado no desenvolvimento de estratégias de e-mail marketing de alta performance.

E-mail marketing ainda vive sabendo usá-lo.

Gerenciamento de mídias sociais

Estar presente nas redes sociais já não é mais um diferencial para nenhuma empresa. Atualmente, quem se destaca nas mídias sociais são empresas que enxergam o valor dessa ferramenta e a utilizam como canal de comunicação com os seus clientes e como canal de promoção, tanto da marca como dos produtos/serviços e conteúdos. Por consequência, cada vez mais as organizações estão criando seus perfis nas redes sociais para se aproximar do seu cliente e não perder para a concorrência.

Para aprender a gerenciar essas redes com eficiência e garantir uma boa comunicação com os clientes, é muito importante ter alguns conhecimentos básicos, que vão desde noções de relações públicas até o desenvolvimento de artes e peças gráficas para esses canais.

As mídias digitais podem  auxiliar as empresas nos mais variados segmentos, tudo dependerá da estratégia utilizada. Por exemplo:

  • divulgação da marca;
  • ser um canal de comunicação com os clientes;
  • criar uma comunidade fã da sua empresa;
  • educação através da divulgação de conteúdo;
  • vendas.

Todos essas informações e o desenvolvimento de habilidades podem ser obtidos quando o profissional de marketing se matricula em um curso de gestão de mídias sociais.

Uma imagem vale mais do que mil palavras

Se você almeja que sua marca seja reconhecida nas redes sociais é imprescindível saber divulgar os seus produtos. Fazer fotografias bem enquadradas e com a iluminação adequada podem fazer toda a diferença na hora do cliente efetuar a compra, tanto pela facilidade em avaliar o produto, quanto pela atratividade de conhecer mais.

Imagine quantos internautas é possível atingir com apenas uma foto?

Por isso, é importante aprender técnicas de saturação e linhas de força, saber escolher os lugares ideais com os equipamentos certos. Cative o seu público com um planejamento visual bem feito, afinal de contas a fotografia é o primeiro elemento que desperta atenção em uma postagem em mídias sociais. Plataformas como o Instagram e Pinterest, por exemplo, foram desenvolvidas justamente, para atender os olhos, a estética e a angulação que podem ser decisivas para medir a qualidade da sua foto e transmitir confiança na compra.

Essas boas práticas podem ser aprendidas no curso fotografia para e-commerce, que ensina os alunos a fotografar produtos variados, valorizando as principais características de cada um deles.

É importante usar imagens de boa qualidade e adequadas para cada tipo de postagem.

Planejamento e estratégia de SEO

Normalmente, quando se pensa em montar uma estratégia de SEO, as perguntas que se pensam são simples e diretas. Quais são as palavras chave que você quer ranquear? Como você irá gerar link building para o SEO? Qual velocidade do seu site, performance e mobile? Quando eu vou ter retorno?

As técnicas de SEO vão desde a criação de textos com palavras-chave, até boas práticas na programação e design dos sites, sendo necessário uma série de conhecimentos para colocar tudo isso em prática. Portanto, para quem deseja aprender sobre essa ferramenta, se faz necessário um forte comprometimento com o estudo aprofundado e com a pesquisa na área de Search Marketing com foco em resultados orgânicos.

Cursos voltados para esta temática de SEO lhe dará subsídios para desenvolver projetos bem como determinar seus pontos chaves para implementação e monitoramento do processo.

 

Facebook ads

Facebook ads são os famosos anúncios que vemos na plataforma. É a possibilidade de impulsionar posts, mediante pagamento, para que o conteúdo atinja mais pessoas, ultrapassando o alcance que o Facebook oferece organicamente, ou seja, de forma gratuita.

Trata-se de ferramenta fundamental para quem quer atingir novos públicos, tornar sua marca conhecida e obter mais interações e conversões. No curso sobre Facebook ads você aprenderá a criar anúncios, definição do público-alvo,  gerenciar os anúncios criados, criar as tão almejadas conversões bem como avaliar se os objetivos estão sendo alcançados.

Como funciona o facebook ads

Google Analytics 

O Google Analytics é um sistema gratuito de monitoramento de tráfego que pode ser instalado em qualquer site, loja virtual ou blog.  O objetivo principal do Google Analytics não é apenas saber quantos usuários acessam o seu site e sim, de que forma esses usuários se comportam ao navegar pelas diversas páginas e seções deste site.

Esse ferramenta também auxilia no monitoramento de campanhas de marketing digital, analisar o desempenho de vendas de cada produto em uma loja virtual.

Por meio de cursos online a respeito deste recurso, é possível conhecer e aplicar os principais conceitos de web analytics e  as diversas ferramentas do Google Analytics.

Se você ficou interessado, acesse nosso site CLUBE DO TRABALHADOR e conheça os cursos que oferecemos. Lá você encontrará informações mais detalhadas sobre os métodos de ensino, as vantagens, os conteúdos que atendem plenamente as demandas do mercado no marketing digital.

Até o próximo post!

Fonte

 

Introdução ao Marketing Digital

Posted Leave a commentPosted in Marketing Digital

Quando eu entrei na faculdade para fazer publicidade e propaganda, eu estava vislumbrado com a forma tradicional de fazer publicidade e propaganda. Tudo era novo, a possibilidade e traçar um paralelo com a arte, criar coisas grandiosas, receber prêmios por conceitos geniais era algo majestoso.

Mal sabia que essa minha visão mudaria e a internet iria a compor processo de contato das marcas com os consumidores.

No segundo ano da faculdade isso em 2014, eu comecei a buscar conteúdo de comunicação além do que os professores ensinavam e eu descobri que o Marketing Digital estava mega em alta nas agências, blogs e youtube.

 

Muitas pessoas e talvez você passe o que eu passei. Afinal, faculdades não sabem como ensinar o marketing digital não é?

Você que se formou e por motivos particulares não entrou na área ou você estudante de Marketing ou Publicidade não consegue ter a visão macro do marketing digital? Você entende que Redes Sociais não é tudo?

Continue lendo que você começará a criar uma visão crítica sobre marketing digital além das redes sociais.

Mercado anterior 3 características

Como eram as agências “tradiça“

No Séc. XXI muitas agências se consagraram e até hoje são muito importante para o mercado do Marketing e Publicidade e Propaganda. Mas todas elas tiveram que se reinventar ou iriam definhar até falir. As plataformas, ferramentas, e softwares digitais fizeram com que a publicidade e propaganda desenvolvida fosse menos interessante em comparação as possibilidades do digital.

1 – High Budget – Atualmente a maior parte da verba das grandes marca é dedicada para mídia. Isso não é novidade, mas parte da verba volta para as agências volta em forma de BV uma bonificação.

Esse budget voltado para mídia é o maior gasto numa campanha. Isso se aplica ainda hoje, a mídia tradicional  entrega de veiculação em massa e faz as pessoas comprarem. Mas como disse anteriormente, o valor é altíssimo e dificilmente mensurável.

2 – Não conseguir mensurar – Como dito anteriormente, a mídia de massa, Tv, Jornal, Rádios e Revistas possibilitam que a mensagem seja entregue para grandes quantidades de pessoas, mas me respondam três perguntas. É possível saber quantas pessoas assistiram, ou leram uma propaganda depois de veiculadas? É possível mensurar esses dados? Pois bem esse é um dos principais elementos que fizeram o castelo das grandes agências tradicionais balançar. É Impossível saber se a mensagem realmente foi entregue? Afinal quem garante que você não foi ao banheiro no intervalo do filme?

3 – Ótimos trabalhos – Muitos trabalhos grandiosos foram feitos pelas grandes agências. Quem não lembra do garoto propaganda do Bombril, ou o Sebastian da C&A ou até mesmo os bichinhos da Parmalat? Os trabalhos feitos são geniais. Porém, se a campanha não for um sucesso como esses que descrevi, como mensurar os resultados ou saber onde tem uma oportunidade?

Novo Mercado Digital 3 características

Na minha percepção essas são as 3 principais características do novo mercado. O de marketing digital.

1-Custo – Conforme dito acima, os custos de mídia são altíssimos e impossibilitam a flexibilidade de criar conceitos novos e inovadores. Focando numa estratégia em digital, todos esse valor em mídia tradicional, pode ser usado para fazer uma campanha mais completa e o valor investido nas mídias digitais é muito menor que nas mídias de massa tradicionais.

2-Mensuração – Tudo que é feito através do digital tem a premissa de ser mensurável, alguns hard user usam o termo “Se não é mensurável, não serve.’’ A Mensuração tem grande importância nesse mercado. Com ela é possível saber se o ROI foi positivo, aponta qual a melhor opção no teste A/B, mostram as oportunidades de identificação do cliente com a marca, não vamos nos aprofundar nisso hoje, mas o departamento de BI tem feito um ótimo papel com esses dados.

3-Proximidade com o público – Redes Sociais não são apenas para compartilhar gatinhos ou posts de política. As grandes marcas têm usado esse espaço para se aproximar do consumidor e entender o que ele realmente precisa. Consequentemente o tempo de comunicação entre consumidor e marca ficou muito próximo e as marcas podem performar muito mais rápido baseada em números e insights do momento.

Tempo de resposta (Mkt de oportunidade) é muito menor e isso traz vantagens para ambos os lados. A marca por ter um Top of Mind mais forte e o consumidor pela ótima experiência com a marca.

O erro

Achar que monitoramento de redes sociais é tudo

Nós seres humanos na maioria das vezes vamos fazer o que é mais confortável e mais óbvio. Nessa área não foi diferente, quando alguns professores nas faculdades começaram a falar de internet eles partiram para o mais óbvio as redes sociais. Acredito que isso não é má intenção só partiram para o óbvio. Redes sociais são importantes, mas elas são o canal de tráfego para uma estratégia. Elas não são o centro da atenção e existem outras coisas a se preocupar além de postagens que gerem muitos likes.

O que vou passar nesse momento está longe de ser uma visão definitiva sobre marketing digital. Mas para mim tem sido base de crença dos últimos anos.

Abaixo eu mostrarei a visão básica de um fluxo de trabalho no marketing digital, para você entender e até mesmo saber em quanto ponto começar uma possível estratégia. Leia essa parte pensando na sua empresa ou no seu projeto. Aplique em algo que faça sentido para você.

A visão básica do Marketing Digital em 7 passos.

No início dessa explicação eu farei o paralelo com um estabelecimento físico, vamos lá!

1 – Paralelo – Digamos que você abrirá uma doceria, antes de começar a vender é necessário arrumar um espaço para monta-lá, depois precisa de equipamentos, produtos, decoração e depois de tudo isso promoção para que as pessoas entrem na sua doceria. Na internet não é diferente, veja.

Em primeiro lugar você faz um planejamento com base no público que você quer atingir, estrutura o que e como será oferecido seu produto ou serviço cria uma estratégia e metas. Afinal online, offline, ambiente físico ou não, planejamento é a base de tudo.

2 – Terreno e Endereço – Com seu projeto e estratégia feitos é hora de comprar um terreno na internet que chamamos de hospedagem (Host), depois você precisa formalizar seu endereço  que  é o www. Alguma coisa .com.br.

3 – Construção do estabelecimento – Terreno e endereço contratados, vamos montar sua “doceria’’ o seu site institucional . Você fará um site que terá a apresentação da sua empresa e abordagens que farão o visitante entrar em contato com você para ter mais informações. Esse site abrange uma série de estratégias como aparecer no google, ter um site de carregamento rápido e boa leitura que gere conversão. Um visitante no seu site é a mesma coisa que um cliente na loja física, cada elemento que compõem o site faz parte de uma estratégia, cada elemento tem um motivo para estar no local que está.

4 – Inauguração – Depois do site pronto da melhor forma possível, você lançará esse site na internet. As pessoas poderão entrar no site e entram em contato com você de forma automática? Não. Assim como um estabelecimento novo, um site tem o mesmo desafio. Trazem visitantes que na internet chamamos de geração de tráfego.

Nessa geração de tráfego é que começamos a falar sobre redes sociais, onde você criará iscas para que as pessoas entrem no seu site e consequentemente façam alguma ação que você queira que elas façam. Como preencher um formulário, comprar algo, baixar alguma recompensa grátis.

5 – Estratégias de Visitas – Nessa questão do tráfego Facebook, Instagram, Youtube, Twitter e Google são as maiores fontes de tráfego do mundo. Principalmente Facebook e Instagram são  redes sociais que as pessoas mais passam tempo em relação aos outros. Aproximadamente 105 mi brasileiros estão no facebook hoje em dia. Então essas redes são muito importantes, mas se você não tiver o mínimo de estratégia para começar contato com seu público, sua marca será apenas mais uma numa maré de empresas desesperadas tentando vender.

6 – Gerenciamento de Clientes – Após a geração de tráfego estruturada e a todo vapor, é necessário manter as pessoas que já te conhecem e que gostam do que você oferece por perto. A lista de e-mails é uma das melhores formas de fazer isso. Manter uma lista de e-mails para mandar newsletter, campanhas de promoção farão com que você economize muito dinheiro e se aproxime cada vez mais com seu público e gere mais e melhores vendas.

Com todas essas informações você percebe que as redes sociais fazem parte de algo maior?  Se preocupar em postar qualquer coisa, queimará a sua marca nas redes sociais.

7 – Mensuração – Todas essas estratégias devem ser analisadas em números de visitantes, seguidores, tempo de estadia no site, curtidas e contatos. Tudo na internet é mensurável e adaptável, basta ter planejamento e mensuração.

Tudo em uma frase

Ou seja, você cria um site otimizado para resultados, depois gera tráfego para ele, esse tráfego se tornará cliente e possível clientes que você gerenciará com uma base de e-mails. Basicamente essa é a jornada básica na internet.

Agora com esse alinhamento de informações fica muito mais fácil de pensam e falar sobre marketing digital né?

Redes Sociais não são tudo!!!

Como Criar Seu Curso Online

Posted Leave a commentPosted in Empreendedorismo, Marketing Digital

A ideia de  como criar seu um curso online surge no contexto do avanço da Internet a cada dia no Brasil, em termos de qualidade, velocidade e preço, mais e mais pessoas estão procurando cursos online. Como uma grande aliada às mais diversas instituições que buscam ampliar os seus serviços oferecidos, além de conseguirem escalar seu negócio de maneira eficiente e oferecer cursos para um número infinitamente maior de pessoas, aumentando bastante a receita do negócio como um todo como consequência.

O Clube do Trabalhador tem um programa exclusivo de desenvolvimento de treinamentos junto com parceiros para a oferta de cursos online. Assim que você percebe que domina um assunto e está pronto para ensinar a outras pessoas, você pode começar a procurar por quem são aquelas referências no tema que você agora está buscando abordar, reconhecendo que elas têm maior experiência do que você e que podem fortalecer seu conhecimento antes mesmo de começar efetivamente a criar um curso online.

Muito além disso, existem também muitas pessoas que veem no ensino online uma oportunidade única de começar a empreender um negócio próprio, visto as facilidades que encontram nesse processo e o baixo investimento encontrado em relação a outros tipos de investimentos diversos. Essa é uma afirmação embasada nos dados sobre o mercado EAD, o qual está em franca expansão.

O avanço tecnológico mudou bastante a forma como as pessoas se relacionam entre si e o processo de educação também foi muito afetado. Isso fica evidente ao perceber que cada vez mais o ensino online tem ganhado inúmeros adeptos.

Pensando nisso, para ajudar você a criar seu curso online de forma planejada, organizada e eficiente, este artigo tem a intenção de servir como um guia simples com etapas que você deve percorrer para que esse processo de criação de cursos online se dê da melhor maneira possível, e para que você não cometa possíveis erros apenas por falta de informações.

1- Planejamento

O primeiro passo para que você consiga criar seu curso online diz respeito à etapa de planejamento da produção dos seus cursos. Aqui, você precisa considerar todos os possíveis custos envolvidos na produção de conteúdo EAD, além de estruturar todos os tópicos que deverão estar contidos em suas videoaulas.

Estipule também um tempo que seja adequado à explicação do conteúdo de forma completa, sem faltar detalhes e nem ficar cansativo. A média de tempo ideal para deixar seu aluno interessado no conteúdo é de:

  • 10 minutos para informações curtas, menos densas e pouco aprofundadas;
  • 30 minutos para teorias e demonstrações de práticas de uma forma mais simples e;
  • 60 minutos para teorias mais densas, demonstrações de cases e exemplos completos.

Para que isso seja possível, primeiramente é necessário que você analise a fundo o mercado em que o seu negócio EAD está inserido, os seus alunos em potencial e também seus concorrentes para que você consiga trabalhar de forma mais direcionada e com foco no seu público-alvo, minimizando as chances de possíveis problemas no caminho.

Além disso, é essencial que você faça uma análise completa dos seus concorrentes para avaliar como os mesmos estão atuando no mercado, quais os seus diferenciais e os seus pontos fortes e fracos, sempre pensando em usar essas informações a seu favor e criar um curso online com um diferencial competitivo e focado no que é mais relevante para seus alunos.

Nesse contexto, a etapa de planejamento é considerada uma das mais importantes para o sucesso do seu negócio de cursos online. Logo, dê a devida atenção a essa fase, estude bastante e se organize de forma inteligente e tenha certeza que isso fará a diferença para a sua Instituição de Ensino online.

2 – Produção de Conteúdo EAD

A etapa de produção de conteúdo para cursos online é, sem dúvida, o maior desafio que as pessoas encontram após decidirem iniciar a atuação de cursos EAD. Isso porque a falta de informação acaba por afetar e muito as pessoas.

Nesse sentido, além de fazer um planejamento bem estruturado e eficiente com análises sobre o mercado, concorrência e público-alvo, é importante que você conheça também como, de fato, fazer a produção de conteúdo para cursos online de forma que o mesmo se torne relevante para o seu aluno.

Dessa forma, é necessário que você tenha noção de alguns dos principais problemas encontrados, tais como: quais as melhores práticas de gravação de videoaulas, quais os melhores programas para fazer a edição dos vídeos, bem como algumas dicas simples para fazer com que as suas videoaulas se tornem um sucesso. Conhecer as respostas para essas perguntas é essencial para o seu e-learning.

É importante que você escolha estrategicamente o conteúdo a ser dado.

Um grande ponto fundamental de uma plataforma e-learning é a possibilidade total de interatividade disponível a partir de diversos recursos tecnológicos que proporcionam um excelente meio de comunicação entre um aluno, seu tutor EAD e próprio ambiente de aprendizagem online no que se refere a conteúdos, serviço em si, as etapas de conhecimento, entre outros.

Gravar videoaulas de qualidade é fundamental para que você consiga motivar e engajar alunos da melhor forma possível, além de fazer com que os mesmos absorvam cada vez melhor o conteúdo e o  conhecimento que você deseja transmitir.

Aqui é legal que você saiba que a tecnologia na educação vem se desenvolvendo muito nos últimos anos e o conceito de design instrucional está cada vez mais em foco nesse sentido. Logo, é importante que você, bem como o tutor EAD, tenha noção disso na hora de fazer a produção dos seus cursos online.

3 – Escolha da plataforma e-learning

Se o seu conteúdo já está pronto, tá na hora de pensar na infraestrutura tecnológica por trás do seu projeto.

O ideal é uma plataforma que ofereça todas as funcionalidades para o ensino online.

 Para que o seu conteúdo seja raro e as pessoas queiram pagar por ele, é preciso que você tenha muita atenção quanto à segurança da plataforma que irá hospedá-lo. Afinal, se alguém encontrar um material semelhante e disponível gratuitamente, é possível que ela não pague para ter acesso ao seu.

Não pense que entramos em uma área complexa, já que o seu negócio pode não estar relacionado à tecnologia. Bem, você precisa saber que não é necessário que entenda de serviços de hospedagem, nuvem, criptografia, integração de gateways de pagamento e tantos outros termos técnicos. Hoje, existem plataformas que integram tudo isso de uma única vez e você só precisa se preocupar com o que precisa: seu conteúdo.

O ideal é que você busque no mercado uma plataforma LMS (Learning Management System) que ofereça todas as funcionalidades o ensino online demande para transmitir da melhor forma possível sua identidade e os seus ensinamentos aos seus alunos.

Para ajudar você a escolher a melhor plataforma LMS para o seu negócio EAD, indico aqui o site Clube do Trabalhador, onde você terá acesso às principais funcionalidades de uma plataforma EAD e poderá comparar todos os recursos entre os mais diversos concorrentes no mercado.

Pós venda de qualidade

O ciclo de vendas é algo que, de fato, não tem fim. Ele tem a possibilidade de recomeçar logo após a finalização da compra daquilo que você está vendendo. Até porque, você pode ter outros materiais, produtos ou serviços à venda, certo? Então, quer seja no momento de aquisição ou de término do curso, dê suporte ao seu cliente a fim de obter continuidade no relacionamento com ele. Esse suporte pode ser por meio de um e-mail de agradecimento, sugestão de  produtos suplementares ao que ele adquiriu para enriquecer ainda mais a experiência e o aprendizado, descontos em compras futuras, um questionário de satisfação ou qualquer coisa que ele se sinta valorizado por ter feito negócio com você.

Espero que você tenha gostado do artigo sobre como criar curso online e de fato ele tenha ajudado você a tirar suas dúvidas s

Dê suporte ao seu cliente a fim de obter continuidade no relacionamento com ele.

obre esse processo e faça com que você aja de forma bem estruturada em busca do seu novo projeto EAD a partir de uma solução LMS.

Trabalhe bem essas etapas para que você tenha um conhecimento cada vez mais apurado sobre como criar seu curso online de sucesso e cada vez maiores resultados no seu negócio de cursos online.

Até a próxima!

3 dicas para bombar seu blog

Posted Leave a commentPosted in Marketing Digital

O aumento do acesso em sites ou blogs está diretamente ligado à geração de conteúdo relevante. Parece ser uma tarefa bem complicada ao se deparar com a enorme disseminação de informações no mundo online. Entretanto, existem algumas orientações e referências que podem ajudar a aumentar o número de pessoas interessadas no que você está publicando em pouco tempo.

Veja as 3 dicas para você conseguir aumentar o tráfego no seu blog em pouco tempo:

Siga em frente

Há circunstâncias em que os seus esforços parecem não ser o bastante. Contudo não se intimide. Não basta gerar conteúdo, é necessário criar. Entreviste alguém, faça contatos. Encontre seu próprio caminho. Permita-se fazer coisas que  não está habituado a realizar. Ao se sentir seguro com determinada situação não estará prosperando. Para alcançar o que almejamos, é imprescindível arriscar-se em novas oportunidades.

Busque por conhecimento para gerar bons conteúdos em seus posts.

Faça sem medo

Frustração e desânimo podem ocorrer por insegurança de criar conteúdos originais bem como a quantidade de postagens, por exemplo.  Entretanto, é fundamental entender que planejar seu futuro não basta, se faz necessário colocar os planos em prática para alcançar seus objetivos . Conhece aquele dito popular: “É errando que se aprende?”. Pois bem, este também é um dos meios de aprendizado. Traçar metas a serem atingidas durante um determinado tempo agregará mais valor e conhecimento para seu trabalho além de aumentar sua autoconfiança.

Compartilhe emoções

As pessoas tendem a estar mais interessadas em sentimentos do que fatos. Diversos estudos apontam que os posts com sentimentos positivos são mais compartilhados do que aqueles com aspectos negativos. Alegria, otimismo e felicidade são sentimentos gerados quando compartilhamos conteúdos relacionados a essas temáticas, transmitindo para os outros (e para nós mesmos) a impressão de que estamos nos sentindo bem.

Para ter um blog de sucesso, é necessário escrever sobre algo de que goste ou que gere um forte sentimento nas pessoas. Além disso, o que você quer que as pessoas sintam? Para conseguir um número grande de engajamento, ações e conversões é preciso pensar nos seus sentimentos e nos sentimentos do seu público.

 

 

 

7 maneiras de ganhar dinheiro online

Posted Leave a commentPosted in Marketing Digital

A internet oferece muitas oportunidades para geração de renda extra para conquista da independência financeira. Não importa se você está querendo ganhar dinheiro rápido, ou se está atrás de resultados de longo prazo e mais sustentáveis, há caminhos para os dois. A verdade é que ganhar dinheiro online não é tão difícil quanto a maioria faz parecer. Isso requer disciplina e dedicação, e sem elas ficará difícil fazer um dinheirinho tanto online quanto off-line.

No entanto, se está procurando maneiras efetivas de começar a ganhar dinheiro on-line, isso realmente se resume a sete possibilidades que pode levar ao sucesso financeiro. Alguns irão fornecer-lhe resultados imediatos, ajudando na complementação de renda para atender suas necessidades básicas mensais, como aluguel, estudos e alimentação, enquanto outros têm o potencial para transformar sua vida, revolucionando suas finanças a longo prazo.

 

1 – Aproveite a economia de aplicativos.

Se você quiser resolver algumas necessidades financeiras imediatas, a economia do aplicativo provavelmente será ideal para você. Graças ao fenômeno de compartilhamento global, lançado em parte pelos nossos smartphones e pela conectividade global sempre crescente, você pode facilmente optar por uma receita rápida usando aplicativos conhecidos. Desde de caronas compartilhadas, entregas, compra e venda dos mais diversos produtos ou serviços e até mesmo tarefas rápidas, para isso e muito mais há um aplicativo hoje.

Use aplicativos gratuitos para ganhar dinheiro online.

 

2 – Use sites existentes.

Você também pode optar por usar sites existentes para ganhar dinheiro. Estes incluem os métodos de renda fixa e renda extra. Por exemplo, você pode vender alguns itens usados ​​ou investir na criação de alguns designs digitais que podem ser vendidos em mercadorias. Mais uma vez, dedique uma parcela considerável do seu tempo à renda passiva, para que você possa ir crescendo gradativamente em seus ganhos.

 

3 – Vender objetos que não usa mais.

Cada vez mais pessoas fazem compras online. Isto movimenta um mercado gigante, bem como a oportunidade de qualquer pessoa poder vender quase qualquer artigo pela Internet. Se pretende fazer um extra, considere vender artigos que já não usa.

4 – Programa de afiliados.

Existem muitos recursos para ganhar dinheiro online como afiliado. Você pode vender produtos ou serviços. Além disso, muitas empresas dispõe de seus próprios programas afiliados. Encontre o nicho de mercado relevante para o seu público-alvo para começar a vender como afiliado. Conheça o programa de afiliados do Clube de Trabalhador, uma plataforma com diversos cursos especializada em mercado de trabalho para você divulgar e vender. Saiba mais aqui.

 

5 – Inicie um blog.

Quando se fala em ganhar uma renda extra na internet uma das principais opções é criar um blog, o que se deve ao fato de ser um dos meios online mais tradicionais e ter várias formas de ganhar dinheiro além de existir várias plataformas gratuitas. Para ganhar dinheiro com o blog você pode usar o sistema de anúncios do Google, pagando por cada clique recebido nas propagandas distribuídas na página. Também é possível usar links patrocinados, divulgando endereços de empresas relacionadas aos seus posts e faturar por compras realizadas pelos seus internautas. Outra possibilidade é fazer parceria com marcas, cobrando para divulgar os seus produtos nos posts do blog.

6 – Freelancer.

Existem muitas plataformas que oferecem a oportunidade de trabalhar a partir de casa. Elas possibilitam realizar pequenos trabalhos a pedido de pessoas de todo o mundo e nas mais variadas áreas. Trabalhos que incluem desde tradução, escrever artigos para blogs e websites, design gráfico, contabilidade, assistente virtual e muitos outros. Se tem algum tipo de talento ou conhecimento, considere fazer alguns trabalhos como freelancer para obter um rendimento extra ao final do mês.

 

7 – Webinars.

Um webinar nada mais é do que um seminário online ou Lives, geralmente transmitido ao vivo, sobre um tema específico para geração de Leads. Você pode fazer uso desta ferramenta para avançar seus contatos no funil de vendas, demonstrações de produtos, conversões de clientes e manter relacionamento e engajamento com os mesmos. Para conhecer plataformas que auxiliam na produção de uma boa Webinar acesse:  https://www.techtudo.com.br/listas/2017/07/seis-plataformas-para-fazer-webinar.ghtml

Entretanto, não importa qual método escolha para ganhar dinheiro on-line, entenda que você pode ganhar dinheiro se colocar boas doses de determinação em seu trabalho. Lembre-se, o dinheiro podemos recuperar o tempo não. Concentre-se na criação de vias de renda extra e desfrute de uma vida com mais qualidade.

E você, como complementa sua renda mensal?

Gerenciamento de Tempo Eficaz

Posted Leave a commentPosted in Marketing Digital, Produtividade

Quantas vezes você já pensou que seu dia precisaria ter mais que 24 horas para dar conta de tudo? E se conseguisse mais horas, você realmente poderia realizar tudo ou acumularia mais funções? O fato é que temos tempo suficiente para cumprir com nossas obrigações, o que pode estar faltando é o controle do nosso tempo, ou melhor, a forma como o administramos. É aquela história: duas horas podem ser o suficiente para escrever um relatório, mas podem ser pouco para dar conta de todas as abas abertas no computador. O que irá decidir entre outras coisas, é o foco que damos para cada atividade a ser executada. Para lhe ajudar preparamos um artigo com estratégias que você pode adotar para um melhor Gerenciamento do Tempo.

O que é a Gestão do Tempo?

É o procedimento de organizar e planejar como o tempo deve ser dividido entre as diversas atividades de uma rotina. Leva em consideração a quantidade de tempo empregado para realizar cada tarefa do seu dia. Uma boa Gestão do Tempo requer uma alteração do foco que se dá tanto para as funções quanto para os resultados. Muitas pessoas associam o “estar ocupado” com produtividade. Na verdade, estar ocupado não é o mesmo que ser eficaz. Isso acontece justamente porque, de maneira geral, desenvolvemos o hábito de dividir nossas atenções com diversas tarefas que surgem durante nossa rotina. Sabemos que isso acontece frequentemente e que temos que pensar e agir rapidamente, então vamos usar o tempo a nosso favor.

Vantagens do Gerenciamento de Tempo

Menos estresse: gerenciar seu tempo reduz diretamente os níveis de estresse.

Desempenho no trabalho: identificando o que precisa ser feito será possível executar cada tarefa em seu tempo.

Menos retrabalho: ser organizado está atrelado a menos erros.

Tempo livre: otimizando as 8 horas que temos no ambiente de trabalho não levará trabalho para casa.

Oportunidades: fazendo bom uso do tempo você estará apto e melhor preparado a mais oportunidades.

Reconhecimento: nos aspectos profissional e pessoal você será aquela pessoa em que todos podem confiar.

Estratégias para uma Gestão do Tempo eficaz

Sabemos que é difícil preparar a Gestão do Tempo de um dia para outro, até porque não existe um plano a ser seguido. O que funciona para uma pessoa pode ter o efeito contrário em outra.  É necessário elaborar uma estratégia que seja confortável ao seu modo de trabalho e rotina.

Separamos algumas estratégias para tornar sua rotina mais eficiente:

Delegue as tarefas: Aprenda a delegar e entenda que ao fazer isso não estará fugindo das suas responsabilidades. Delegar, aliás, está ligado a funções de liderança ou gerência. Oportunize mais autonomia a seus colaboradores sempre respeitando suas habilidades e seus conhecimentos.

Priorize o trabalho: Escolha no máximo 3 itens, de alta prioridade e que estejam alinhados com seu objetivo principal. Não coloque nenhum item novo enquanto não finalizar os três já estipulados.

Fuja da procrastinação:  Peça ajuda de colegas quando uma tarefa se tornar difícil demais para começar ou terminar, diminuindo seu grau de autoexigência. Remova as distrações.

Agende as tarefas: Utilize um Pomodoro Timer ou outro alarme para fazer o gerenciamento do seu tempo. O timer serve para lembrar suas sessões de trabalho (de 60 a 90 min) e descansos pré-definidos (10-15 min).

Evite o estresse: O estresse é decorrente da ansiedade gerada quando suportamos muito mais do que podemos aguentar. O resultado disso é o desgaste físico e mental. Aqui, mais uma vez, fica a dica: delegue!

Evite fazer muitas coisas ao mesmo tempo: Faça uma coisa de cada vez. Apostar em múltiplas tarefas para ganhar tempo terá o efeito oposto. Ser multitarefas pode estar sabotando a sua produtividade.

Comece cedo: Nada de ativar o modo “Soneca” do despertador. Acordar cedo pode deixá-lo mais calmo, criativo e com uma mente mais livre para pensar no dia que está por vir.

Aprenda a dizer não: Saiba dizer um “não” de maneira educada, explicando seus motivos. Antes de sair pegando todas as tarefas ou projetos que passarem na sua mesa, dê uma olhada na sua lista de tarefas. De nada adianta assumir mais responsabilidades se você terá que deixar algo de lado, certo?

Concluindo…

Querendo ou não o tempo passa para todos nós.

Não postergue para amanhã o que você pode realizar hoje.

Para encaixar algo novo em sua rotina, mesmo que pareça impossível, faça o gerenciamento de tempo. Você irá descobrir que nada é impossível, mas sim uma pequena questão de organização.

Como você está gerenciando seu tempo?