A importância do segundo idioma para o mercado de trabalho

Posted Leave a commentPosted in Cursos do Clube, Idiomas, Profissão

Todos sabem da importância de se ter domínio em um segundo idioma, sendo que já deixou de ser um diferencial para se tornar um pré-requisito. Isso quer dizer que, em tese, já se espera que o profissional tenha uma segunda língua fluente. Nessa linha de pensamento, o que o colocaria na frente na corrida por uma boa posição no mercado seria o domínio de outros idiomas além do Inglês, que – por suas aplicações universais – já se tornou uma necessidade de base.

Por quantas vezes você já escutou alguém dizer que perdeu uma excelente oportunidade por não saber falar inglês? Pesquisas salariais mostram que o salário de uma pessoa que tem um segundo idioma é de 35% a 60% a mais em relação ao salário de outra que seja monolíngue.

Entretanto, a maior parte dos profissionais que dizem ter conhecimento nessa língua se enquadra no nível básico para o intermediário. Portanto, ter fluência ainda é um diferencial bastante competitivo para conseguir postos mais altos.  Essa necessidade se enquadra em diversas demandas do mercado de trabalho que vão desde empresas multinacionais à viagens de estudo e trabalho, bem como elevar o nível de conhecimento. Veremos neste artigo razões para motivar você a aprender ou aprimorar a habilidade de falar outra língua. Confira:

 

Possibilidade de trabalhar em grandes empresas

Em algumas regiões do Brasil estão instaladas grandes empresas, especialmente as multinacionais. Para ingressar nessas empresas, principalmente em cargos de liderança nos quais os salários e as chances de ter uma carreira promissora são mais altas, o inglês é obrigatório e pode fazer toda a diferença no seu crescimento. Um exemplo disso são as empresas na área de tecnologia, que por sua vez exigem fluência em inglês. Para conseguir uma vaga nessas empresas é necessário ter domínio de termos específicos do setor como: saber falar em reuniões sobre projetos que estão sendo desenvolvidos pela equipe, dar e receber feedbacks, descrever defeitos, elaborar especificações de requisitos e relatórios, discutir sobre API,  GUIs e banco de dados,  redigir emails e dentre outras. Todos esses requisitos de conhecimento nesta área são abordados no curso de ‘Inglês para Profissionais de TI’, do Clube do Trabalhador. Acesse o site e conheça o conteúdo que vai dar um up grade no seu currículo, carreira e fluência no idioma.

Salários bem mais atrativos

A revista Business Week divulgou que o salário de uma pessoa que sabe falar inglês aumenta 35% em relação ao salário de quem não tem o domínio da língua. Outras publicações internacionais ressaltam a relevância do idioma. Segundo o The Economist, o inglês é utilizado atualmente, como nenhum outro idioma foi usado antes. Mais ainda, o The Wall Street Journal destaca que o número de pessoas falando o mesmo idioma está aumentando e as pessoas mais jovens buscam uma língua padrão, pois ela é útil no mundo da informação e na sociedade global.

 

Trabalhar e estudar em outros países

Aprender um segundo idioma permite ao profissional criar novas oportunidades e grandes experiências, agregando valor não somente ao seu currículo, mas à sua vida no geral. Entre estas experiências, pode-se citar a realização de um intercâmbio ou de uma formação profissional no exterior, bem como viagens de negócios.

Grandes corporações preocupadas com inovação procuram justamente essas pessoas que se aventuraram, conheceram novas culturas e métodos mundo afora, aplicando-os no Brasil. Estas são excelentes formas de ampliar sua rede de contatos profissionais e obter outras oportunidades de carreira através destes.

Maior grau de instrução

Ainda que informalmente, o domínio do inglês exprime um nível de instrução a mais ao profissional. É isso que o mercado procura: pessoas instruídas e qualificadas, a desenvolver o melhor trabalho para os negócios. Sabendo inglês, seu conhecimento é demonstrado e atrai os recrutadores.

A quantidade de materiais mais atuais sobre TI e demais áreas de conhecimentos (livros, artigos, vídeos etc.) disponíveis em inglês é bem maior que em português — por sua vez, tendo a maioria dos materiais traduzidos ou baseados nos conteúdos em inglês. Portanto, a fluência no idioma é um requisito fundamental para que profissionais se mantenham atualizados e adquiram níveis mais altos de conhecimento, afinal as maiores autoridades em tecnologia no mundo distribuem suas obras em inglês. Assim, se você ainda não domina o idioma, invista em aulas de inglês online.

 

Mas como gerenciar o tempo de estudo do idioma e o trabalho?

Em tempos em que o colaborador é cada vez mais exigido, com jornadas que variam de oito a dez horas de trabalho diárias, não é fácil inserir uma segunda atividade no dia. Ao menos não uma atividade que exija deslocamento ou horas inflexíveis do dia.

Portanto, o ideal é que você escolha por cursos on-line, porque além de serem bastante atualizados, são acessíveis para serem feitos a qualquer hora e em qualquer lugar que você estiver, o que dispensa de estar dentro de uma sala de aula em horários estabelecidos do seu dia.

Como vimos, saber inglês no mercado de trabalho é critério básico para quem vai concorrer a uma vaga, mas também é essencial para quem já está trabalhando e quer se tornar mais competitivo para novas oportunidades. Para se fazer cada vez mais qualificado e destacado no mercado, acesse o site Clube do Trabalhador e conheça o curso online “Inglês para Profissionais de TI”,  e obtenha um diferencial para sua carreira!

Até o próximo post!