Descubra como se tornar um editor de vídeos

Posted Leave a commentPosted in Audiovisual, Cursos do Clube, Design
Saiba o que faz um editor de vídeos, como se preparar e o que estudar para se tornar um profissional deste ramo.

É notável que o uso de vídeos na internet tem se expandindo muito com o intuito de divulgação de conteúdo bem como, a geração de tráfico em sites e consequentemente ampliando a busca por profissionais qualificados para edição profissional de conteúdo. Dessa forma, o vídeo passou a ser parte de interesse de marcas pela sua praticidade de retenção de visualização do público pelo atrativo visual e fácil compartilhamento on-line.

Essa prática, alinhada ao crescimento de estratégias de marketing de conteúdo, fez com que empresas começassem a profissionalizar a produção de vídeos buscando pessoal qualificado para as funções, incluindo a de editor de vídeos.

Deseja saber como se tornar um profissional dessa área? Continue lendo este post e saiba tudo sobre a carreira!

O trabalho do editor de vídeos

Você deve estar se perguntando, mas o que faz, de fato o editor de vídeos? Este profissional é responsável por recortar, selecionar e montar cenas de forma coerente. Parece simples, porém não é. Para trabalhar com edição, é necessário ter um olhar aprimorado do storytelling para definir como uma história pode ser contada da melhor maneira possível através das cenas que se tem.

Estão entre as oportunidades para o editor de vídeo profissional trabalhar, podemos destacar: produtoras de TV, produtoras de filmes e dentro de setores de comunicação de empresas; as agências de marketing e publicidade e assessorias de imprensa. Para se qualificar nesse mercado, não é necessário ser bacharel em Comunicação ou Produção Audiovisual, em geral esses cursos apresentam o conteúdo, mas não focam na realização da edição.

Preparação para ser um editor de vídeos

O mercado cada vez mais competitivo, busca pessoas capacitadas nos principais programas de edição, como Adobe Premiere. Contudo, além do conhecimento técnico dos programas, o profissional deve ter muito conhecimento de áudio, roteiro, câmeras, tratamento de imagem e linearidade para dar a direção correta a demanda de trabalho.

Todavia, o editor pode buscar por conhecimentos de animação, especializando-se para atender o mercado de vinhetas e pós-produção. Entre os programas, o mais conhecido é o Adobe After Effects e ToonZ.

Um bom trabalho de edição garante sucesso a maioria dos filmes e, até mesmo canais do YouTube. Viabiliza uma narrativa atraente, linearidade e profissionalização. Todo vídeo que inicia com um roteiro bem estruturado e finaliza com uma edição feita por um profissional capacitado tem muito mais chances de dar certo e ser reconhecido.

Dedicação à carreira

Depois de adquirido o conhecimento fundamental para se tornar editor de vídeos, é importante:

  • Qualificar-se: O mercado de tecnologia muda constantemente e estão sempre surgindo novidades na área. É essencial estar disposto para conhecer técnicas atuais e novos programas.
  • Elaborar um portfólio: Mesmo que no início seja difícil produzir o portfólio, una forças com colegas e amigos para criar vídeos e demonstrar seu trabalho na prática. O portfólio é tão importante quanto o currículo, pois é onde o empregador verá seu conhecimento na área e como ele é aplicado. Contudo, deixe no seu portfólio apenas os melhores trabalhos e os que expresse a área em que você deseja trabalhar. Se o interesse é trabalhar com 3D, não deixe seus trabalhos 2D em destaque. Sempre ressalte seu conhecimento na área de interesse.
  • Estar atento às tendências: Linhas de trabalho de design atuam diretamente na produção de vídeos e na pós-produção. O editor de vídeo deve sempre manter-se conectado com as tendências, conceitos e uso de tecnologias e plataformas. Isso pode atingir diretamente em como vídeos são recebidos e melhorar suas performances com o público-alvo. Uma boa sugestão é estar atento às novidades destacadas no YouTube e Vimeo. Isso assegura um bom início de como se preparar para tendências mundiais de filmmaking.
É essencial estar disposto para conhecer técnicas atuais e novos programas.

Modalidade de jornada de trabalho

Após a inserção no mercado de trabalho, há uma segunda decisão a se tomar: a forma de trabalho. As principais são:

Emprego fixo: Como na maioria dos empregos, o editor de vídeos pode ser admitido por uma empresa e trabalhar internamente com vídeos. Isso tem suas benefícios, como salário fixo, estabilidade e melhor planejamento financeiro. Entretanto, em relação à produção, a proximidade com os superiores, produtores e diretores da organização também favorecem a comunicação e possibilidade de participar de decisões dentro da produção.

Freelancer: Isso já uma realidade para muitas pessoas que optam em trabalhar por conta, de casa, tendo seus próprios clientes. Porém, junto com a comodidade, há responsabilidades e problemas. Primeiro, a instabilidade financeira, pois, sem planejamento do profissional, pagar as contas pode ficar mais difícil em períodos com menos trabalhos.

Por outro lado, ter seus próprios clientes pode facilitar a comunicação com eles e proporcionar maior engajamento no trabalho. Caso a prestação de serviço não seja para o cliente direto, mas para agências ou produtoras, essa aproximação não existe, e o trabalho pode se tornar mais automático, mas ajuda a manter contatos para atividades futuras.

A maior parte dos editores de vídeo costuma unir essas modalidades para ter maior estabilidade e melhor posicionamento nos trabalhos. Assim é possível diversificar o portfólio, abrangendo clientes de várias áreas, melhorando as habilidades (com desafios vindos de diferentes mercados) e fazer networking, o que garante crescimento profissional no mercado da comunicação como um todo.

Portanto, se deseja optar pela carreira de editor de vídeos, o Clube do Trabalhador pode te ajudar! Você poderá se capacitar nos programas Adobe Premiere usando o curso de design.

O curso de Adobe Premiere está disponível para o aprendizado e o desenvolvimento das principais técnicas e práticas para a produção de vídeos, incluindo pré-produção, produção e pós-produção.

Viste o site e conheça melhor as oportunidades para se capacitar e entrar no mercado de edição de vídeos!

Até o próximo post!

Fonte:

Os benefícios de usar o Adobe Illustrator

Posted Leave a commentPosted in Audiovisual, Cursos do Clube, Profissão

O Adobe Illustrator (AI) é um recurso de edição de gráficos vetoriais na forma de uma oficina de arte que trabalha em uma prancheta, conhecida como “mesa de trabalho” e destina-se à criação artística de desenho e pintura para ilustração.

A ferramenta Adobe Illustrator é destinada a profissionais da área de Web Designer e afins, que por sua vez, está cada vez mais concorrido. Para iniciar seu caminho como designer, um dos programas que você deve conhecer e saber como lidar é o Illustrator, já que é a ferramenta mais útil para fazer seus projetos.

A função mais conhecida do Illustrator é o design de imagens vetoriais, isto é, de imagens cujo tamanho pode ser ampliado ou reduzido sem interferir na qualidade. Atualmente, ele faz parte da família Adobe Creative Cloud e sua principal e único papel é a criação de material gráfico altamente ilustrativo profissional baseado na produção de objetos matemáticos chamados vetores. Assim, você conhece todos os benefícios deste programa bem conhecido?

Vejamos a seguir alguns deles:

Compatibilidade

O Illustrator pode ser ajustado com os sistemas operacionais WINDOWS e MAC, possibilitando maior aplicabilidade, para que você possa usá-lo em qualquer máquina. Há o aplicativo Android “Adobe Illustrator Draw”, onde pode fazer desenhos vetoriais em qualquer Smartphone Android e depois transferi-los para o PC.

Permite importar formatos como SWF, JPEG, PSD, PNG e TIIF, entre outros.

 

Praticidade

O Illustrator tem um painel muito bem organizado. Disponibiliza recursos para criar polígonos e formulários livres; seleção para manipular objetos na mesa de trabalho; ferramenta manual que permite mover-se livremente pela mesa de trabalho sem usar a rolagem.

E destaca-se a usabilidade da ferramenta caneta, onde pode-se projetar qualquer figura.

 

Ilustrações, Gráficos e Logos

Pelo fato de ser um software que trabalha com imagens vetoriais (imagens formadas por cálculos matemáticos em vez de pixels), o Illustrator é hoje o programa padrão para esse tipo de trabalho.

Ele permite criar ilustrações, gráficos, logos e muito mais para ser utilizado em qualquer tamanho e mídia.

Design para Web e Mobile

Web design responsivo – Com o Illustrator CC, você não está limitado a uma resolução específica. Você pode criar várias pranchetas (uma por página) em um único arquivo do Illustrator para ilustrar como a página da Web deve responder a diferentes resoluções de tela. Combinado com o Edge Reflow CC, o Illustrator permite um poderoso fluxo de trabalho para web designers responsivos.

Prototipagem – Devido à sua abordagem modular de trabalhar com texto e símbolos, o Illustrator CC pode ajudar a aumentar sua produtividade como web designer. O modo de dimensionamento de 9 partes é um recurso importante para prototipagem de componentes de interface do usuário e layouts de aplicativos.

Design plano – A tendência atual no design da web é limpa e minimalista, e o Illustrator fornece um ambiente ideal para desenhar formas e experimentar cores e fontes da web.

Desenvolvendo layouts com adobe illustrator

Interatividade

Falando sobre a parte de layouts, toda interface é feita para interação com o usuário. Esse contato pode ser feito também no Illustrator através da linguagem JavaScript, ativadas no painel Interatividade SVG.

SVG é o formato de vetor para web, admitindo que os usuários tenham sempre ilustrações vetoriais na qualidade original, não implicando no tamanho da tela e nem deixando o arquivo mais carregado por isso (pelo contrário, são bem leves).

 

Animações

No Illustrator também podemos criar animações em nossos documentos. Uma das maneiras de executar essa animação é criando camadas separadas para cada “frame” da animação.

Ou seja, todos os quadros, em camadas separadas, quando forem salvos em um SWF (formato de exportação do Flash), irão executar o movimento.

Crie gifs com o Adobe Illustrator

 

Unir ilustrações para combinar caminhos

Você pode mesclar objetos para criar e distribuir formas uniformemente entre dois objetos. Você também pode unir dois caminhos abertos para criar uma transição suave entre objetos ou mesclar composições de cores e objetos para criar transições de cores na forma de um determinado objeto.

 

Entendendo o Adobe Illustrator

Perante as informações colocadas até aqui e todas as demais que estão disponíveis na internet, há pessoas que ainda tem dificuldades de efetivamente aprender a usar o software.

Isso se deve ao fato de que, mesmo com uma ampla quantidade de vídeo aulas, artigos e tutoriais disponíveis, dificilmente você encontrará um conteúdo completo, desde a introdução ao programa até técnicas mais complexas.

Por isso, muitos que desejam aprender a utilizar o Illustrator precisam “garimpar” conteúdos de qualidade e juntá-los como se fossem peças de um quebra-cabeças.

Frente a esse dilema, a plataforma Clube do Trabalhador possui o curso Illustrator CC, um curso completo 100% online, com 60 aulas e material complementar que estarão disponíveis para você por um ano. O curso conta também com exercícios práticos, onde demonstrações de como executar cada ação.

Conheça mais sobre o Illustrator CC clicando aqui, onde você poderá assistir a uma aula do curso e conferir todo o conteúdo dos módulos.

 

Até o próximo post!

Fonte

7 dicas para otimizar o tempo de trabalho no Adobe Premiere

Posted Leave a commentPosted in Audiovisual, Cursos do Clube, Produtividade

O Adobe Premiere é uma ferramenta simples e acessível de edição de vídeo que consegue equilibrar as necessidades de uma ampla variedade de usuários, desde a edição de vídeo com qualidade de tele difusão à criação de vídeo na produção multimídia off-line ou on-line.

Se você já trabalha com edição de vídeos ou está apenas iniciando seus estudos sobre essa ferramenta, aí vão algumas dicas para ganhar tempo no Premiere pode ser fundamental. Com o auxílio delas, maximize a sua produtividade e simplifique as tarefas do dia a dia.

Portanto, salve esta relação nos seus Favoritos e recorra a ela sempre que precisar.

1. Utilize teclas de atalho

A primeira dica é algo que você utilizará muito se optar por se profissionalizar na edição de vídeos. Estamos falando de atalhos, que nada mais são do que teclas do seu teclado que, quando pressionadas juntas, realizam determinada função com rapidez.

Deste modo, como pode ser mais fácil utilizar outras ferramentas, como o Photoshop, com atalhos o mesmo se aplica para o Premiere. Aqui algumas sugestões de atalho para você se conhecer:

ATALHO

AÇÃO

Q Corta início dos vídeos até a posição da régua;
W Corta final dos vídeos até a posição da régua;
Shit+Q Ajusta início dos vídeos até a posição da régua;
Shift+W Ajusta final dos vídeos até a posição da régua;
Crtl+Shift+K Divide o clipe em dois segmentos;
Shift+E Habilita ou Desabilita clipe;
G Ajustar ganho no volume do áudio;
Ctrl+Shift+/ duplicar um trecho;
Ctrl+R Ajustar velocidade/duração do clipe;
Ctrl+D Aplicar transição de vídeo;
Ctrl+Shift+D Aplicar transição de áudio.

 

Estes são apenas alguns dos atalhos que existem no Adobe Premiere. Para conhecer outros, abra o programa e pressione simultaneamente as teclas Ctrl+Alt+K, ou acesse Editar > Atalhos do teclado, para acessar uma lista com todos os comandos de teclado. O Premiere permite também que você efetue a edição dos controles que ele disponibiliza, modificando ou produzindo novos atalhos.

http://www.facebook.com/AvMakers/videos/1342254282568317/?t=0

2. Organização

A principal rotina de trabalho que o ajudará a ganhar tempo no Premiere é permanecer organizado desde o começo. Isso significa ter a estrutura certa nas suas pastas do computador, organizando da maneira correta as mídias indispensáveis no projeto em suas determinadas pastas e manter a estrutura na importação ao software.

Você vai economizar preciosos minutos de trabalho. Essa é também uma prática indispensável para trabalhar em equipe. Utilizar marcadores de várias cores, e metadados para separar o conteúdo também pode ser de grande ajuda.

Aproveite o tempo de revisão, o estudo do material e roteiro a ser editado para fazer isso, assim você ganha tempo realizando as duas tarefas simultaneamente. Executar a organização, desses arquivos previamente vai tornar o processo de montagem muito mais ágil.  Veja como:

http://www.facebook.com/AvMakers/videos/1342261369234275/?t=31

 

3. Veja às suas renderizações

Hoje, no Adobe Premiere, é possível obter mais velocidade nas suas renderizações ao utilizar uma GPU específica para isso. Dessa maneira, você conseguirá evitar renderizações desnecessárias e obterá o playback de vídeo em tempo real.

Recomendamos, para isso, consultar a lista de placas de vídeo compatíveis ao sistema de aceleração Mercury Playback Engine, da própria Adobe.

 

4. Ajuste as suas mídias

O Premiere tem capacidade incrível de lidar com múltiplos tipos de arquivos, formatos e compactações, mas isso não quer dizer que essa seja sempre a maneira ideal de se trabalhar com a ferramenta.

Quanto mais taxa de dados ou mais complexo um codec de compressão, maiores serão as exigências que ele fará da sua máquina. Porém, há uma forma simples de resolver tal dificuldade, com base no uso de proxies.

Você, provavelmente, já ouviu falar nesse termo, mas com relação à internet. Um proxy é algo que usamos para nos conectar aos sites. No Adobe Premiere, ele é uma estratégia de edição off-line que ajuda a lidar com grandes cargas de trabalho sem sobrecarregar a sua máquina.

A tecnologia funciona criando versões em baixa resolução dos vídeos que você precisa incorporar ao seu trabalho. Aprenda em detalhes como utilizá-la clicando aqui.

 

5. Faça uso do Workspaces

Você já ouviu falar em Workspaces? Elas são, basicamente, os aspectos do layout do software, a definição de quais painéis estarão abertos e em qual lugar.

Com uma boa organização do espaço de trabalho, você pode otimizar seu tempo. Porém, para cada tipo de trabalho será necessária uma organização diferente. Por exemplo, durante a colorização de um filme, você precisará dos painéis de efeito, lumetri e scopes, mas durante a mixagem notará maior necessidade de acesso aos painéis áudio e clip mixer, além do audio meters.

Acesse Window > Worskpaces para resolver esse problema. Lá, você poderá optar dentre diversas formatações predefinidas pela Adobe ou criar a sua própria.

Para customizar sua Workspace basta exibir todos os painéis que mais utiliza e posicioná-los no lugar que for melhor para o seu tipo de edição, configurando o recurso para melhor atender às suas necessidades.

Depois de adaptar a ferramenta, lembre-se de salvar o seu novo Workspace, clique em “Save change to this Workspace” ou “Save as new Workspace” pelo menu Window. Deste modo, será possível acessá-lo sempre que acessar o Premiere.

Edição de vídeos com Adobe Premiere

 

6. Determine o formato certo de saída

Uma dica fundamental é decidir o formato de saída mais adequado para os seus arquivos porque o processo de renderização, geralmente, é uma parte lenta da edição de vídeo.

Por esse motivo, escolher pelo formato mais adequado para a exportação de seus trabalhos gráficos pode otimizar um bom tempo e evitar muitas dores de cabeça.

Mas como fazer isso?

O ideal é analisar os requisitos informados pela plataforma de exibição. Isso pode ser feito acessando as páginas dedicadas ao assunto no Youtube, Vimeo e Facebook.

 

7. Aprenda a usar plug-ins

Alguns plug-ins podem ser grandes aliados para poupar tempo em seus projetos. Eles atuam de maneira similar em todos os programas da Adobe como o Photoshop e o After Effects, por exemplo. Os plug-ins são uma forma de adicionar ou ampliar as funções da ferramenta.

Há diversas empresas que produzem e comercializam plug-ins, como a Red Giant, que produz a ferramenta Plural Eyes, a qual permite rapidamente sincronizar diversos vídeos e áudios de forma automática

É importante lembrar que os plug-ins não vão eliminar o trabalho do seu dia a dia necessariamente. É importante ajustá-los às suas necessidades e verificar se contemplam o objetivo definido. Ainda assim, utilizar plug-ins criados por terceiros pode ajudá-lo, já que com eles é possível, ampliar as funcionalidades do recurso para atender demandas que a princípio não seriam possíveis.

 

Finalizando

Esperamos que tenham gostado das dicas para otimizar tempo no Premiere.  Quando você se acostumar a utilizá-las, verá que o seu ritmo de trabalho será acelerado. E os seus projetos, por mais complexos que pareçam, estarão sempre dentro do cronograma.

Ah, não esquece de conhecer nos nossos cursos online de audiovisual e obtenha um diferencial para sua carreira!

Até o próxima postagem!